12186395_934543863293936_7460071183177139363_o

O que o Pa-Kua pode nos ensinar sobre respeito

O discurso sobre respeito anda em alta no mundo todo. Mas será que se aplica na prática?

Na teoria é muito lindo: todos falam em respeito às diferenças e sobre quanto o mundo será melhor se existisse respeito de fato. Mas, e na prática? O que será que estamos fazendo no nosso dia a dia para cultivar o respeito? Estamos respeitando para sermos respeitados?

>>> Dicas de Pa-Kua para praticar disciplina com as crianças

Nas escolas de conhecimento Pa-Kua, respeito é um dos pilares principais. Apesar de sermos educados desde sempre a respeitar ao próximo, no tatame, desde a faixa branca até a preta, cultivamos pequenas atitudes que nos mostram como ainda precisamos evoluir como pessoas, para então, construirmos um mundo melhor.

Pa-Kua pelo respeito:

Cada pessoa tem suas limitações

Quando começamos a praticar Pa-Kua, entramos em contato com muitas pessoas diferentes, cada uma com suas dificuldades, problemas e, claro, habilidades. Neste caso, se não existir o respeito de forma prática no tatame, a aula simplesmente não acontece de forma proveitosa.

As pessoas gostam de coisas diferentes

Não é porque eu treino Arqueria e você treina Armas de Corte que a minha modalidade é superior à sua. Elas são, simplesmente, diferentes. Talvez você tenha mais destreza com espadas e eu tenha mais habilidade com o arco. Tudo bem! Se houver respeito, tem espaço para todos.

Um gênero não é superior ao outro

É tudo uma questão de quanto você dedica à sua atividade. Já vi homens muito bem-sucedidos em práticas terapêuticas, assim como existem mulheres difíceis de derrubar numa luta livre. Mais uma vez, simplesmente tem a ver com determinação e habilidade, e não com gênero.

About the author: Camila Tremea

Leave a Reply

Your email address will not be published.

This blog is kept spam free by WP-SpamFree.