Mestre Marco

Pa-Kua Centro faz 15 anos – conheça quem trouxe o conhecimento para a cidade

Assim como muitas pessoas, o mestre Marco Antonio Filho, 49 anos, conheceu o Pa-Kua procurando uma Arte Marcial. “Eu queria algo tradicional, que ensinasse a filosofia oriental, defesa pessoal funcional e também o manuseio de armas antigas”, disse. Ele, que já tinha praticado outras artes marciais mais voltadas para competições e combate esportivo estava sofrendo com constantes dores nas costas e queria uma atividade voltada para o seu bem-estar: algo que proporcionasse melhoria no alongamento e fortalecimento da musculatura.

Mestre durante o curso de Arqueria.

Mestre durante o curso de Arqueria.

Foi assim que ele começou a praticar as modalidades de Arte Marcial e Reflexologia, na cidade de Balneário Camboriú, no litoral norte de Santa Catarina, em 1998. Na faixa cinza, em 2001, quando se tornou Instrutor de Pa-Kua, graduação em que os alunos são incentivados e recebem a permissão para dar aulas com supervisão, começou a ministrar aulas na escola de Brusque, também em Santa Catarina. “Aí passei a me envolver de forma mais intensa, porque o conhecimento de Pa-Kua me fascinava todos os dias. O interesse foi tão grande que passei a me dedicar só à escola”. Atualmente, Marco Antonio é 6º Grau DD.

“Não falaríamos de Pa-Kua em Curitiba se não falássemos do mestre Marco Antonio Filho. Há 16 anos, foi ele quem trouxe o ensino para a cidade quando ainda era faixa azul e há 15, abriu a escola do centro, que muitos de nós treinamos ou fazemos aulas especiais e atividades na itinerância”

Mestre Marco Antonio Coelho, em foto atual, na escola do Centr

Mestre Marco Antonio, em foto atual, na escola do Centro

Mudança de Vida 

A grande virada aconteceu em 2002. “Decidi que me mudaria para Curitiba para trazer o Pa-Kua para a cidade e levar o conhecimento que tanto me fazia bem para outras pessoas”. No primeiro ano, ensinou Armas de Corte, Arte Marcial e Reflexologia em academias e outros espaços com diferentes atividades; formando o seu primeiro grupo de alunos. Assim, em 2003 pode dar um novo passo – a escola do centro.

Mestre Marco Antonio em uma das reformas da escola do Centro.

Mestre Marco Antonio em uma das reformas da escola do Centro.

Com um grupo de 30 alunos, praticantes de Pa-Kua destes diferentes lugares, abriu a escola que conhecemos até hoje e é uma das mais antigas do Brasil. Todos os praticantes da cidade estão ligados ao endereço da Rua Benjamin Constant. Se eles não foram alunos do recinto, seus mestres e antecessores foram.

Mestre Marco ainda na faixa cinza.

Mestre Marco ainda na faixa cinza.

Motivação

Marco Antonio diz que a maior motivação para trabalhar com Pa-Kua são as transformações dos alunos. “Com o passar do tempo, via que os praticantes mudavam a forma de encarar o dia a dia e também obtinham melhor qualidade de vida, alcançando diferentes melhorias pessoais”, diz.

Mestre Marco Antonio Coelho em uma das Aulas Abertas

Mestre Marco Antonio Coelho em uma das Aulas Abertas

Para ele, é possível enxergar estas mudanças tanto em trabalhos que exigem maior esforço físico, como Arte Marcial e Armas de Corte, quanto nas modalidades terapêuticas, como Reflexologia, Sintonia e Energia.

A cidade

Nestes 16 anos, muitas pessoas passaram a conhecer o conhecimento de Pa-Kua e todo o trabalho propagado pela Liga Internacional em diferentes cidades do Brasil e do mundo. Segundo Marco Antonio, trazer Pa-Kua para cá não foi uma ideia de empreendimento comercial ou academia. “Além do âmbito profissional meus ideais foram muito reforçados pelos mestres que me acompanhavam, ensinaram e me fizeram ver que este seria um trabalho de expansão de conhecimentos que fariam o bem para os outros; que eles pudessem ser sua melhor versão diariamente”. Seu trabalho, diariamente, é o de permitir o acesso do conhecimento ao maior número de pessoas possível.

Para ele, Pa-Kua é uma atividade que preenche os diferentes segmentos da sua vida. “Sinto-me mais completo tanto por conta das práticas marciais que treino, assim como a parte social, por meio das aulas que ministro e também as pessoas que lido no meu dia a dia; como alunos, mestres e instrutores. Por último, ainda sou grato ao desenvolvimento interior diário proporcionado pelo autoconhecimento atingido ao executar práticas terapêuticas harmonizadoras”.

Atualmente, o mestre ministra aulas todas às sextas, voltadas a Arte Marcial e Condicionamento Físico para os faixas avançadas da cidade. WhatsApp Image 2018-10-17 at 09.45.49 (1) 25550432_1619983958040440_3737592423342870338_n

SAVE THE DATE

Na próxima sexta-feira (19) todos os praticantes de Pa-Kua de Curitiba estão convidados para comemorar com o mestre Marco o aniversário de 15 anos da escola do centro. Na data, haverá uma aula especial com o Mestre Superior Fernando Sandri, destinada aos instrutores e, claro, um aulão comemorativo ministrado pelo Mestre Marco Antonio, fundador da escola do centro e responsável por trazer o Pa-Kua para a cidade.

WhatsApp Image 2018-10-10 at 21.54.14

 

 

About the author: Bruna Covacci

Leave a Reply

Your email address will not be published.

This blog is kept spam free by WP-SpamFree.